Até onde você iria para defender a Fé e sua família?

Durante a quaresma deste ano, mais precisamente na quinta semana, uma leitura me saltou aos olhos e após sair da Santa Missa, precisei retomá-la e agora quero falar um pouco dela com você, amigo leitor do nosso blog.

O trecho está no livro de Daniel, no capítulo 3, em que o profeta narra a “encarada” que 3 homens (Sidrac, Misac e Abdênago) dão no rei Nabucodonosor, negando totalmente a negar sua fé e adorar o falso deus, cultuando a estátua de ouro que o rei tinha mandado fazer. O rei prometeu-lhes que, se se negassem a adorar o deus do império, o destino deles seria a fornalha ardente e a morte certa.

Eis o fatídico trecho:

“[…] De nada vale responder-te a esse respeito. Se assim deve ser, o Deus a quem nós servimos, pode nos livrar da fornalha e mesmo, ó rei, de tua mão. E mesmo que não o fizesse, saibas, ó rei, que nós não renderemos culto algum a teus deuses e que nós não adoraremos a estátua de ouro que erigiste”.

Você, leitor, compreende o tamanho da encrenca? O tamanho da afronta?

Eles estão diante do rei e se negam a fazer o que ele diz, desobedecendo-o publicamente e não renegando a Fé. Negam e, ainda por cima, já dão na cara do rei o que ele precisa ouvir. Quando li aquele trechinho ” … saibas, ó rei”, imaginei Sidrac caminhando em direção ao rei e apontando o dedo para ele, de cara fechada, quase que mandando o rei “pra casa do cacete”.

E o que aconteceu depois? Obviamente o rei mandou jogar todo mundo na fogueira, sem dó nem piedade. A Sagrada Escritura cita até que a fúria do rei foi tamanha que os traços de seu rosto se alteraram e ele gritou a ordem para aquecer a fornalha 7 vezes mais.

E o que aconteceu com eles? NADA!

Deus honrou a coragem, a valentia deles. O milagre foi estrondoso.

“Ora, estes passeavam dentro das chamas, louvando a Deus e bendizendo o Senhor”

E rezavam assim:

“Vós sois justo em todo o vosso proceder; vossas obras são justas, vossos caminhos são retos, vossos julgamentos são retos”.

O canto que eles entoavam dentro da fornalha é longo, vale a pena fazer a leitura completa. O testemunho de fidelidade a Deus, junto com o milagre da fornalha, fez com que o rei Nabucodonosor logo se admirasse, exclamando que bendito era o Deus de Sidrac, pois enviou seus anjos para salvar seus servos. A escritura  ainda diz do quarto homem com face parecida com a de um filho de Deus que apareceu para ficar com eles na fornalha.

Repito, volte lá na sua Bíblia e faça o estudo completo e detalhado desse trecho (Daniel 3, 14-95). Faça o estudo, rumine a palavra, medite, perceba a beleza do trecho todo.

Bom, agora que fiz o resumo, digo o que me impactou e que queria compartilhar com você.

Nós homens, temos defendido nossa família de tudo o que a está querendo destruir? Estamos indo até o sangue, contra o politicamente correto, contra o aborto, as ideologias revolucionárias, contra as investidas do mundo e os inimigos da Fé e da família? Certamente, amigo leitor, os homens na fornalha tinham família. Pai, mãe, esposa e filhos para defender. Defendendo a palavra de Deus, se defende também a família, e tudo o que nela existe.

Quantas vezes você se viu numa situação onde sua fé foi provada, sua hombridade, sua honra, mas que, na hora do “vamo vê”, você simplesmente arregou, porque não queria perder o amigo, não queria ser mal visto, mal falado?

Os cristãos são mortos no oriente, todos os dias vemos notícias de famílias cristãs mortas por não negar a fé em Nosso Senhor, Por mais que eu ache que essa realidade do Oriente muito em breve será a nossa aqui também, eu quero chamar sua atenção para a batalha do dia-a-dia.

Se você já foi zoado por ser cristão, por querer se casar e ter família, por ter vivido a castidade no namoro, essas coisas que só a gente sabe seu valor, é preciso que tenhamos a hombridade de Sidrac e seus companheiros para dizer NÃO ao mundo, NÃO ao diabo e NÃO à carne.

Qual é o Nabucodonosor que você precisa enfrentar em sua vida? É a rodinha do trabalho? O grupo do whats que só manda pornografia? A galera do futebol? O professor revolucionário da escola dos teus filhos? O clero corrompido da sua diocese? O seu parente que faz chacota da sua família em toda a festa que se reúnem, só porque vocês rezam antes das refeições?

Veja, é preciso colocar Deus em primeiro lugar. É preciso honrar Sua Palavra e defendê-la de seus inimigos. A vida é Jesus. A família é o Santuário da Vida. Não se separa uma coisa da outra. Ou Nosso Senhor é Rei da nossa casa, ou nossos lares se tornarão pequenos infernos com IPTU anual.

Não tenha medo de perder algo ou alguém por defender os valores da família e da Fé. Não rejeite o Senhor. O testemunho dos homens da fornalha gerou a conversão do imperador. O que de início gerou sua ira, logo foi a fonte da sua conversão. Se seus atos não incomodam o mundo, amigo leitor, é porque você ainda é dele. Nós precisamos, com nossos atos, com nosso testemunho, mesmo que na fornalha da vida, como fogo em nossa pele, honrar o Nome Santo do Senhor e mostrar ao mundo suas maravilhas.

Vamos todos além de onde o jovem rico foi, tenhamos a paciência de Jó, a língua afiada de Paulo, a coragem de João. Sejamos nós o sinal da Cruz de Cristo para o mundo, busquemos almas para o Senhor, defendamos a Fé com nossa vida. O mundo já é do maligno, mas, se sua família não conhecer a Palavra de Deus, infelizmente, essa culpa pode ser sua.

Como diz a antiga canção:

“Venha andar ao lado do Senhor, não seja ovelha sem pastor, deixe-se encontrar. Pare! Pense muito bem, somente Jesus lhe convém. A ti nada faltará, se a Ele você se juntar”

Conte conosco nessa jornada. Que Deus te abençoe e te guarde!

Bravus, pela hombridade.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta