EDITORIAL: Por Deus, pela pátria e pela família

O verdadeiro homem deve sempre posicionar-se claramente diante de temas relevantes, ainda mais quando isso tem um impacto relevante sobre a sociedade em que vive, sobre sua liberdade e sobre sua família. Ao homem cabe defender tudo o que é belo e sublime, sobretudo a vida e os valores, mesmo que isso custe sua própria vida.
É por isso, que o Apostolado Bravus vem a público declarar seu apoio ao candidato Jair Bolsonaro. Sabemos que o voto é secreto e, em tempos de normalidade, não seria necessário declará-lo. No entanto, a situação atual é extremamente preocupante e coloca em risco o futuro da nossa pátria e dos nossos filhos.

De um lado temos vários candidatos que, de um modo ou de outro, defendem um conjunto de valores que não condizem com o que a fé cristã verdadeira nos propõe, como o aborto, o uso indiscriminado de drogas, o combate à religião, a ideologia de gênero, o fim da família, entre outros. Aspectos que são centrais para a manutenção da nossa liberdade e para o bem-estar de nossos filhos e sociedade.
De outro lado, como único candidato com chances reais, temos Jair Bolsonaro, carregando sobre si a esperança de muitos que estão em combate constantes contra aquilo que ameaça as bases da nossa sociedade.
Não podemos ser ingênuos: é uma guerra o que estamos vivendo. E aquilo que fizermos hoje vai ser definitivo para os dias que virão. Adotar uma postura neutra ou ignorar os sinais do que está prestes a acontecer em nosso país é algo que pode colocar tudo a perder.
Nós, do Bravus, não temos a visão imatura de que o candidato que apoiamos é completamente livre de defeitos. Não estamos em uma causa de beatificação ou canonização, não estamos buscando um deus para idolatrar. Jair Bolsonaro tem uma série de defeitos, como qualquer um de nós. É certo que, mesmo depois de eleito, caso seja, terá um longo desafio pela frente e nem tudo o que esperamos será facilmente realizado ou colocado em prática. Contudo, a sua chegada à presidência representa um sinal de que não estamos adormecidos, de que a nação está disposta a enfrentar tudo aquilo que se coloca contra o que é bom e digno.
O autoritarismo vem avançando a passos largos e logo, em breve, o que ainda resta de liberdade, dará lugar à coação, à imposição ideológica e à privação da liberdade de fé. Os candidatos de esquerda travestem com uma roupagem cool as barbaridades e atrocidades que defendem, minimizando as consequências nefastas do que semeiam. Vide a barbárie dos regimes socialistas e os atentados terroristas justificados pelos fins ideológicos que defendem. São lobos em pele de cordeiro.
Sua decisão nesta eleição será determinante em relação ao que iremos enfrentar pela frente. O medo de fazer uma escolha difícil ou o desejo de agradar os demais não pode cegar sua razão.

Os que dentre vocês roubaram tornem-se agora soldados, pois a causa é suprema. Aqueles que cultivam mágoas juntem-se aos seus causadores, pois a irmandade é essencial ao objetivo. Aproximem-se os que desejam vida eterna, aproximem-se os que desejam absolvição no sagrado.
Sabei que Nosso Senhor espera seus filhos em lugar abençoado. Na palavra do Santíssimo seguirão e combaterão, não deixem que obstáculos os parem, creiam na palavra de Deus e nada os deterá.
Deixai todas as controvérsias para trás! Uni-vos e acreditai! Marchai certos da expiação de vossos pecados, na certeza da glória imortal. ” (Bem-Aventurado Papa Urbano II, em ocasião das Cruzadas).

Por Deus, pela pátria e pela família!

Bravus, pela hombridade.

2 Resultados

  1. Igor César de Almeida disse:

    Bravo! (ou melhor, Bravus!)

  2. Jesus disse:

    Amai ao próximo, como a ti mesmo (Jesus Cristo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: